Mayko Petersen: Aumentando o tamanho de um volume LVM

terça-feira, 27 de junho de 2017

Aumentando o tamanho de um volume LVM

Neste post será explicado como aumentar o tamanho de um volume LVM (utilizados na instalação do Debian, explicada anteriormente).

O processo foi, basicamente utilizar um ótimo tutorial em inglês e o livro Certificação Linux, do autor Uirá Ribeiro.

Importante salientar que, utilizando este processo, NÃO SERÁ NECESSÁRIO REINICIAR/DESLIGAR O SERVIDOR!

Vamos supor que, após um bom tempo utilizando o servidor, o diretório onde os logs são gravados (/var) esteja com grande parte do espaço ocupado e seja necessário aumentar o seu tamanho. O servidor é virtual e você vai adicionar um novo disco.

Antes, se executarmos como super usuário (root) o comando: 

fdisk -l | less

veremos apenas o disco /dev/sda, com os diversos volumes (obs.: quando a máquina virtual foi criada, o dispositivo de disco selecionado foi SCSI e não IDE. Portanto, a nomenclatura pode variar: discos IDE têm a nomenclatura hd; discos SATA e SCSI têm nomenclatura sd. O Linux tem uma explicação lógica para os nomes de volumes e partições).


O primeiro passo é acessar o virt-manager (visto que estamos utilizando o KVM), ir em Details e adicionar um novo disco do tipo SCSI.


Após, ao executar novamente o comando 

fdisk -l | less

veremos, além do /dev/sda, um disco /dev/sdb


Particionando o disco

Para configurar o novo disco adicionado, é necessário utilizar o fdisk.

fdisk /dev/sdb

Ao executar esse comando, você poderá apertar a tecla m e depois <ENTER>. Isso mostrará uma lista de opções (o menu do fdisk). Mas, o passo a passo para chegarmos ao resultado desejado é:

n
p
<ENTER>
<ENTER>


Agora, às explicações:
  • n: criar uma Nova partição (new partition)
  • p: configura a nova partição criada como Primária (primary)
  • 1: como é um novo disco e não há partições, a opção selecionada deve ser 1
  • primeiro <ENTER>: o fdisk, por padrão, utiliza qualquer número digitado como o número do setor do disco. Nessa primeira opção ele se refere ao número do primeiro setor disponível do disco.
  • segundo <ENTER>: utiliza o número do último setor do disco. Ou seja, juntamente com a opção anterior, todo o disco está sendo utilizado.
    • Obs.: Pode-se determinar o TAMANHO em bytes que se quer utilizar do disco. Para isso, basta utilizar o símbolo +, com o tamanho desejado e a unidade de medida: ex.: +10GB
Ainda continuando no utilitário, fdisk, será necessário alterar o tipo de partição para LVM, basta digitar as seguintes opções:

t
8e

  • t: muda o Tipo de partição (type partition). Automaticamente, aparecerá a partição 1 selecionada
  • 8e: código hexadecial para configurar mudar a partição para LVM (para ver uma lista de todos os tipos disponíveis no fdisk, basta, ao estiver no prompt de menu, selecionar a opção l)

Será necessário salvar todas as configurações. Para isso, pressione o comando

w



O w significa "write table to disc and exit".

Agora, ao utilizarmos, novamente, o comando:

fdisk -l | less

Será vista a seguinte informação:


Adicionando espaço ao /var

Antes de tudo é necessário criar o volume físico (physical volume) do novo disco:

pvcreate /dev/sdb1

Quando o Debian foi instalado, criamos o volume vgdc1. Mas se você criou um outro nome de volume e não se recorda, basta executar o comando:

vgdisplay


Com o nome do volume group e com os dados do volume físico, basta executar o vgextend:

vgextend vgdc1 /dev/sdb1

O volume lógico, /dev/vgdc1/var será estendido com o comando lvextend:

lvextend /dev/vgdc1/var /dev/sdb1



E, para concluir, será utilizado o resize2fs para redimensionar o tamanho do volume utilizável.

resize2fs /dev/vgdc1/var

Agora, ao aplicar o comando:

df -h

será visto que o filesystem, /dev/mapper/vgdc1-var agora está com um espaço maior:


Nenhum comentário: